terça-feira, 21 de setembro de 2010

DEUS USA PESSOAS IMPROVÁVEIS PARA REALIZAR COISAS IMPOSSÍVEIS


DEUS USA PESSOAS IMPROVÁVEIS PARA REALIZAR COISAS IMPOSSÍVEIS

TEXTO: MT.10:1-8

“E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal. Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu; Simão o Zelote, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu. Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos; Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel; E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.”


Nesta passagem, Jesus instrui seus discípulos sobre o objetivo de sua missão, a essência de sua mensagem, os trabalhos que deveriam realizar, os equipamentos que deveriam usar e os procedimentos a ser seguidos.
Jesus concede aos seus 12 discípulos o PODER delegado que Ele mesmo possuía, ou seja, “autoridade” para o ministério messiânico ir à diante em direção à cura do mal, expulsar demônios, curar os enfermos e todo mal, sem essa autoridade que Cristo outorgou nada se realizaria.

Como o Senhor poderia ter escolhidos esses doze homens?
O que eles tinham de especial para serem escolhidos?
Se eles não têm diplomas, títulos, status, por que foram escolhidos?

Nos dias atuais seria mais ou menos assim:

Como o pastor foi capaz de escolher esses doze para serem discípulos da 1ª geração?
O que o pastor viu neles?
É por que tem dinheiro? São formados? Tem diplomas?

O propósito de Jesus na escolha de seus discípulos não estava ligado a nenhuma dessas perguntas, mas sim, na possibilidade concreta naquele tempo de usar pessoas sem nome, sem cargos, sem títulos, sem diplomas, pessoas talvez marginalizadas na sociedade, para realizar por intermédio de suas vidas coisas impossíveis. Isto não quer dizer que o Senhor não possa usar pessoas que tenham status, dinheiro, diploma, etc.

Dentro da visão humana talvez nem eu e nem você escolhêssemos os discípulos que Jesus escolheu para anunciar o Reino de Deus. Você escolheria um pescador truculento com Pedro que poderia negá-lo também para trabalhar com você? Um incrédulo como Tomé? Um traidor como Judas? Certamente que não, mas Jesus consegue enxergar além das aparências e usa quem Ele quer, “Ele pega as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são.” (1coríntios 1: 27,28)
Diferentemente de nós que julgamos as pessoas e emitimos juízo de valor. Jesus escolhe pescadores, coletores de impostos, políticos, líderes, liderados, cultos e incultos.
Quando você sentir-se pequeno ou desprezado por alguém no seu trabalho, na sua igreja, na sua casa ou em qualquer lugar e por mais humilde que você seja, Deus vai usar uma  pessoa comum como você para realizar a Sua obra que é incomum e extraordinária.

Você é um improvável de Deus neste tempo e no lugar onde você se encontra. Nos dias de hoje tem muita gente querendo fazer muitas coisas na igreja, participar de tudo, só não querem ser; ser discípulos de Jesus, ter um coração ensinável e obediente, então, antes de FAZER precisamos SER.
Que Deus continue levantando os seus improváveis nesta geração para realizar as coisas impossíveis. Os propósitos dEle são perfeitos e assim como usou a vida de Noé, a vida de Abraão, a vida de Moisés e de tantos outros, Ele também vai usar a sua vida. Desarme-se dos seus argumentos, das suas murmurações, da sua intelectualidade, dos seus achismos e aliste-se no exército dos improváveis de Deus para continuar realizando coisas impossíveis aos olhos humanos.

No Amor do Pai que nos faz um,
David Oliveira

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

E ELE SERÁ CHAMADO - David Oliveira

video

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os teus ombros; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus forte Pai da Eternidade Príncipe da Paz." (Isaías 9: 6)

O MINISTÉRIO HOMEM SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS CANTANDO "E ELE SERÁ CHAMADO" NO TEATRO CASTRO ALVES NA GRAVAÇÃO DO CD "FRUTIFICANDO A 30, 60 E 100 EM COMEMORAÇÃO AO CENTENÁRIO DA IGREJA BATISTA DO GARCIA.






sexta-feira, 3 de setembro de 2010

CHAMADO OU CONVIDADO?


TEXTO CHAVE: 1Crônicas. 13:7-11

"E levaram a arca de Deus sobre um carro novo, da casa de Abinadabe; e Uzá e Aiô guiavam o carro.
“Davi, e todo o Israel, alegravam-se perante Deus com toda a sua força; em cânticos, e com harpas e com alaúdes, e com tamboris, e com címbalos e com trombetas. E, chegando à eira de Quidom, estendeu Uzá a mão, para segurar a arca; porque os bois tropeçavam.
Então, se acendeu a ira do Senhor contra Uzá, e o feriu, por ter estendido a mão à arca: e morreu ali perante Deus.
“E Davi se encheu de tristeza de que o Senhor houvesse aberto brecha em Uzá; pelo que chamou àquele lugar Perez-Uzá, até o dia de hoje."

Havia uma ordem expressa de Deus de como a Arca deveria ser transportada, obviamente que o Rei Davi foi tomado de uma euforia tão grande ao ponto de não dar a devida importância a essa ordenança de Deus por a arca está retornando para Jerusalém e da maneira de como aquele trabalho deveria ser executado.
A arca representa a presença de Deus, o pacto de Deus com o povo de Israel, e a presença de Deus em nós não pode ser tratada com desdém, mas quero me ater aqui à atitude desse soldado chamado Uzá como paralelo para a nossa reflexão.
Ele foi um coadjuvante que se deu mal na história de um adorador que por causa do seu entusiasmo exacerbado num determinado momento da sua trajetória tratou as coisas de Deus como coisas comuns. Davi teve a mesma atitude dos filisteus quando levaram a arca, eles a colocaram num carro novo, desta mesma maneira ele procedeu, trazendo a arca num carro novo igualando-se assim aos filisteus, consultou os seus oficiais menos a Deus. Quando Uzá tocou na arca foi fulminado imediatamente, talvez o coração dele tivesse o propósito de proteger a arca, mas ele enfrentou as conseqüências do seu pecado. Conselho de amigos e colegas não pode substituir a direção de Deus.
Deus deixou muito claro que a arca era para ser levada pelos levitas e não há nenhum registro de que Uzá fosse um levita.
Por causa deste episódio o rei Davi lembrou-se de que a obediência a Deus é maior e mais importante do que o seu entusiasmo.
Talvez esse homem imaginasse que se ele não permitisse que a arca caísse seria condecorado, os louvores seriam para ele, seria visto e reconhecido por todos pelo seu feito.

A minha reflexão é: Você é chamado ou convidado?

Quantas pessoas hoje estão nas igrejas buscando fazer o que Deus não mandou e o que Deus não comissionou?

Será que só posso fazer algo na casa de Deus se alguém está presenciando para poder me dar o louvor?

É muito comum na igreja as pessoas optarem apenas pelo ministério de louvor, ou de dança, quando são perguntados acerca do seu chamado. Fico intrigado como temos tantos músicos, instrumentistas, dançarinos, e tão poucos introdutores, intercessores, missionários, pessoas que se preocupem em cuidar dos utensílios da casa de Deus, e o mais importante cuidarem de vidas.
Se não estiver sendo visto não é ministério, para mim ministério é: Fazer o que ninguém quer fazer e ir aonde ninguém que ir.
Os chamados tocarão na arca por que são os responsáveis por trazer a presença de Deus a congregação e permanecerão fazendo, os convidados não serão fulminados, mas serão retirados para adorar a Deus aonde Ele os chamou.
Uzá morreu, mas a casa de Obede-Edom onde a arca foi guardada foi abençoada, isso nos mostra os dois aspectos do poder de Deus: Ele é perfeitamente amoroso e perfeitamente justo.
Ore, busque de Deus o seu chamado e obedeça, não seja pedra de tropeço dentro de um ministério ao qual você não foi chamado, o seu líder de louvor pode até não saber o seu chamado, mas certamente saberá se você é apto ou não.

No Amor do Pai que nos faz um,
David Oliveira

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

David Oliveira MINISTRANDO NA ESPANHA


Ministração de David de Oliveira na Espanha,
cantando a música "Yo te Busco de Marcos Witt".





Yo te Busco (Marcos Witt)                                              Eu te Busco  (Tradução)


Yo te busco, Yo te busco                                                 Eu te busco, eu te busco
Con fuego en mi Corazón                                                Com fogo em meu coração
Yo te busco, Yo te busco                                                 Eu te busco, eu te busco
Recibe mi adoración                                                       Recebe minha adoração

Te anhelo, Te necesito                                                   Te anelo, te necessito

Te amo, mas que a mi ser.                                             Te amo, mas que a meu ser.